domingo, 29 de novembro de 2009

Sementes

Semente é o Óvulo da flor desenvolvido após a fecundação. A fecundação é o encontro dos núcleos masculinos e femininos, formando o zigoto ainda no ovário da flor, o zigoto é uma célula simples que sofre então muitas divisões celulares e dá origem a um pequeno embrião pluricelular. O óvulo fecundado desenvolve-se formando então uma semente.

As sementes se dividem em monocotiledônea e dicotiledônea :

Monocotiledônea: Sementes com um só cotilédones.

Dicotiledônea: Sementes com dois cotilédones.

Nas Angiospermas as sementes são protegidas por frutos enquantop nas Gimnospermas as sementes são nuas.

As sementes aparecem organizadas em testa e tegme, e amêndoa. A Testa é a parte externa da semente, é uma porção resistente do revestimento da semente. O Tegme é uma camada mais delicada que fica entre a amêndoa e a testa. A amêndoa se divide em endosperma ou albúmen e pelo embrião.

O Endosperma é um tecido de reserva alimentares utilizado na formação das sementes. Mas em algumas sementes o endosperma não esta presente, em seu lugar esta o cotilédone que é uma folha especial cuja a função é transferir reserva alimentares da semente para o embrião.

O embrião é constituído pelas suas partes:
Caulícula e Radícula, pela Plúmula ou Gêmula e muitas vezes pelas folhas primordiais. O Caulícula formará o caule, e Radícula formará a raiz, a Plúmula é uma pequena pena formada pelo Epicótilo, pelo meristema apical e em algumas vezes por primódios de folhas, e dará as partes acima do cotilédone.
A Caulícula é formada pelos epicótilo, e hipocótilo. Epicótilo vai originar a parte superior do caule acima do cotilédone. O hipocótilo vai originar a parte inferior do caule, abaixo dos cotilédones.
Meristema Apical: Tecido embrionário vegetal, constituído por células em rápido desenvolvimento.
Coleóptilo: é uma bainha protetora que fica em volta da plúmula, nas sementes das gramíneas.
As Sementes se classificam de acordo com op predomínio de amido, gorduras e nitrogênios. Amiláceas: sementes ricas em amido (Gramíneas).
Oleaginosas: Sementes ricas em gorduras ( Sementes do girassol, mamona e a maioria da Palmeiras).
Nitrogendas..sementes ricas em proteinas (leguminosas, sementes de soja).
A dispersão da semente pode ser por: zooscória, anemocória e hidrocória.
Zooscória: são as sementes carregadas pelo homem ou pelos animais.
Anemocória: sementes carregadas pelo vento por ser leve ou se elas apresentam pluma, filamentos ou asas.
Hidrocória: sementes levadas pela água quando existe flutuadores na semente.
A germinação da semente a retomada do desenvolvimente que havia sido sustado logo após a formação do embrião. As condições da semente e do ambiente são indispensáveis para a germinação: intrinsecas, condições da própria semente são: integridade (possuir orgãos essenciais), vitalidade (estar viva e respirando), e maturidade (ter o embrião completamente desenvolvido e com reservas nutritivas).
As condições própria do ambiente (extrinsecas) são: composição química do solo; umidade adequada; arejamento; luminosidade e temperaturas adequadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog